Empresa Júnior Mackenzie Consultoria

O que é Google Ads?

O Google Ads – anteriormente batizado de Google AdWords – se resume a uma plataforma de anúncios própria do Google. Sua primeira versão surgiu em 2000, e hoje em dia, a ferramenta está na linha de frente de toda a mídia online.

A plataforma permite que organizações criem diferentes tipos de anúncios, que se manifestam ao público-alvo de sua própria maneira, trazendo visibilidade para estas empresas na internet.

O Google Ads se destaca por possibilitar o envio de propagandas para um público bem segmentado, de acordo com as metas de cada anúncio. Dessa forma, o marketing atingirá uma audiência condizente com seus negócios, o que gera mais benefícios e retorno a empresa.

Os anúncios podem ir desde pesquisas rápidas até vídeos no youtube. A variedade de opções abre mais um leque que possibilita a eficácia para acertar o público certo. Isso se dá ao embasamento de dados do mecanismo inteligente, baseado em cookies e palavras-chave, que permitem aos anunciantes determinar o modo de exibição de suas propagandas a fim de obter melhor retorno.

Quais são as formas de anúncio?

Existem quatro principais maneiras para se anunciar por meio do Google Ads, sendo elas a rede de pesquisa, a rede de display, o youtube e os aplicativos.

Por meio da rede de pesquisa, os anúncios são mostrados de acordo com as palavras-chave colocadas na barra de pesquisa. Dessa forma, o anunciante paga de acordo com a quantidade de pessoas que clicam no link anunciado, o que é financeiramente benéfico.

Quando se usa a rede de display, estamos escolhendo anunciar em websites, blogs e páginas na internet. Este formato, na maioria das vezes, traz grandes resultados, uma vez que alcança 90% dos usuários de internet de todo o mundo. Há também, mais de uma maneira gráfica para a exibição do anúncio. Pode-se optar por banners, caixas de textos, links… Além de também ser possível uma preferência para a exibição: aplicativos, caixa de entrada do g-mail etc.

Quando se trata de anúncios no Youtube, estes consistem em propagandas de vídeo rápidas que podem aparecer no início, meio ou final do vídeo que está sendo assistido. Estes podem ser direcionados também a um público-alvo: idade, gênero, localização, interesses e outros – informações essas que normalmente combinam com os indicadores de público-alvo dos vídeos.

Por último, têm-se os anúncios por aplicativos. Estes regem promoções feitas para usuários dos softwares iOS ou Android. Com essa opção, o anúncio alcançará diversos sites e plataformas que estão disponíveis para download nos dispositivos móveis.

Quais são suas vantagens?

Por seu modo de funcionamento, sua ampla rede de alcance e sua tecnologia desenvolvida, o uso do Google Ads na estratégia de marketing de uma empresa pode ser benéfico de diversas maneiras.

Por meio da plataforma, é possível analisar as estratégias que estão sendo usadas e os resultados das operações feitas por meio da ferramenta de forma dinâmica. O canal é extremamente mensurável, disponibilizando dados como o ROI (Retorno de Investimento) de forma prática. Possibilitando o usuário a alterar estratégias, minerar dados e muito mais, de acordo com os resultados obtidos.

O Google Ads também é um ótimo meio de obtenção de leads em grande escala – e por este motivo, é muito utilizado por empresas e organizações que desejam obter uma boa escala de visibilidade em um período limitado. Por seu modo de funcionamento e vasto alcance, o mecanismo possibilita esse intermédio prático entre leads e empresas.

Ainda seguindo na linha de obtenção de leads em grande escala, também é considerável relevante o crescimento do reconhecimento de produtos e serviços B2B (Business to Business) gerado em paralelo à popularização do Google Ads. Isso porque, os formatos de divulgação e anunciação de produtos e serviços precedentes a esta ferramenta eram, de certa forma, mais ineficazes – jornais, revistas, rádios e televisão – pois não havia uma maneira eficiente de analisar os dados e dimensionar o ROI.

Além disso, por ser uma ferramenta Google, o Google Ads marca presença em peso nas SERPs (Search Engine Results Page), ou seja, nas páginas de pesquisa e resultados do Google. Estas vêm apresentando cada vez mais resultados provenientes de anúncios – aqueles que são acompanhados do termo “Ad” – do que resultados organicamente ordenados. Pensando nisso, é claramente benéfico para as empresas utilizarem deste mecanismo para garantir visibilidade para suas páginas online, que aparecerão no topo dos resultados de pesquisa, quando promovidas por meio do Google Ads.

Como funciona?

O Google Ads, assim como citado anteriormente, funciona como uma ferramenta de publicidade online, visando o inbound de marketing, ou seja, materiais da própria instituição que promovem a empresa diante seus stakeholders a partir de blogs, E-books, marketings de conteúdo e newsletters, por exemplo. Com isso, a ferramenta exibe anúncios em forma de links para que esses materiais alcancem cada vez mais o público-alvo, então, assim que uma pessoa pesquisa algumas das palavras chaves encontradas nos anúncios, a chance de a publicidade da empresa chegar a essa pessoa é muito maior e mais assertiva ao sucesso. 

Sua forma de obtenção é pré-paga, por cartão de crédito ou boleto e não possui um valor mínimo nem máximo para os investimentos, o próprio usuário do Ads define seus investimentos e a quantia que deseja utilizar em cada clique gerado por sua campanha no mês. O fato de a plataforma ser bastante flexível com seus usuários, a deixa com uma boa reputação.

Insights obtidos pela plataforma 

O Ads, além de ser uma plataforma benéfica para a atração de leads para sua empresa, é também uma ferramenta muito utilizada para a análise desses dados. Os mesmos anúncios e campanhas usados para divulgação, geram informações importantes para o desenvolvimento e criação de estratégias assertivas, proporcionando ferramentas capazes de informar a quantidade de impressões em sua página, ou seja, informa a quantidade de pessoas que aquela campanha atingiu. Também existem os cliques, que servem para observar quantas pessoas clicaram no anúncio em si, sendo esses cliques gerados a partir das impressões. E por fim, as conversões, que funcionam como o processo final de captação de leads

Por exemplo, imagine a situação de um site de roupas, onde seu objetivo principal, ou seja, a conversão que o site procura obter a partir dos anúncios, seja a finalização da compra. O processo se inicia a partir da entrada do lead ao site, depois, a escolha de produtos que são selecionados ao “carrinho” e por fim, a finalização e o pagamento da compra. Todo esse processo, conta como uma conversão bem-sucedida da marca e é a partir dela que notamos se a empresa está seguindo a melhor estratégia.

Por fim, o Google Ads possibilita inúmeras ferramentas além das citadas acima, como o CTR, que informa uma média entre os cliques e impressões; o CPC médio, que é o valor que a empresa pagou no anúncio, mais os cliques que obtiveram; o Custo, que é a soma dos gastos durante o período de um mês; e todas elas incrementam ainda mais as análises feitas para sua marca, dando maior confiança em seus investimentos e afunilando o público-alvo, pensando em palavras-chaves para uma conversão com mais asserção.  

Como criar sua campanha?

Em suma, serão indicados os passos que deverão ser seguidos para a criação da campanha para sua marca. 

A primeira coisa a se fazer, é se cadastrar no Google Ads com sua conta Google ou com a conta de sua empresa. É necessário também o preenchimento de algumas informações referentes a conta Google e após isso, se inicia a criação do anúncio da maneira desejada. 

Para a criação do anúncio, é indicado que seja definido um objetivo a se alcançar, por exemplo, atrair leads, venda de um produto ou serviço, ganhar mais cliques no site e muito mais. Depois desse passo, é crucial definir o tipo de campanha, seja ela rede de pesquisa, rede de display, shopping, vídeo, smart ou Discovery. Depois é apenas definir como esse objetivo será atingido, traçar o público-alvo, inserir o URL do site e decidir o valor do orçamento.

Para concluir, a configuração de um grupo ou grupos do Ads é o último passo a ser tomado, pois com a campanha criada, os anúncios são necessários para ligar um grupo ao outro, pesquisando palavras chaves que tenham a ver com cada grupo de anúncio. 

De acordo com o tempo, a situação do mercado e as estratégias de marketing da empresa, os anúncios podem ir se modificando e a instituição pode ativar ou desabilitar quantos anúncios desejar, além de demonstrar em gráficos a visão geral do desempenho das campanhas. 

Conclusão 

O Google Ads é uma plataforma que possibilita que seu dirigente tenha muita autonomia e controle sobre tudo que é investido, permite também que tenham inúmeros benefícios trazidos por ela. Por isso, a plataforma se popularizou e cresceu gradualmente durante os anos e a projeção é que ela aumente cada vez mais entre empreendedores.

Escrito por: Ana Julia e Mariana Rocha


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.