Empresa Júnior Mackenzie Consultoria

O que é feedback

O feedback é um fator de extrema importância para o desenvolvimento de uma empresa, pois é através dele que os líderes conseguem avaliar seus associados com o intuito de identificar oportunidades para melhorias pessoais e profissionais, apontar os erros, de modo que, quem esteja recebendo o retorno não entenda como um julgamento, mas como o que ele tem para melhorar.

A palavra feedback vem do inglês, que significa “retroalimentação” no sentido literal. Ou seja, significa dar retorno, comentar sobre uma ação, postura ou opinião no meio empresarial. Os trabalhadores e seus líderes devem ter em mente que o feedback é algo essencial para uma empresa, pois a partir disso, se torna possível apontar alguns erros e revertê-los em melhorias gerias para a empresa.

A importância do feedback

O feedback é extremamente importante não só para quem recebe, mas para quem o fornece. É necessário que os líderes de uma organização também estejam cientes do valor de ouvir sua equipe de trabalho, dessa forma, será possível entender as dificuldades que os funcionários vêm encontrando e diante disso, tomar medidas que impulsionem o desempenho da empresa.

Existem vários tipos de retorno que formam uma cultura de troca de experiência dentro de uma empresa: o feedback periódico é importante para o controle do bem-estar e satisfação dos associados, enquanto feedbacks específicos são fundamentais para melhorar processos e mapear dificuldades da equipe.

Por último, mas não menos importante, é fundamental que a empresa construa uma cultura de feedback instantâneo, ou seja, que os funcionários se sintam à vontade para expor suas ideias e estejam abertos a escutar outros pontos de vista.

Práticas para uma comunicação eficaz

O feedback para uma empresa se torna essencial, pois é a partir daí que ela conseguirá ajustar a rota para que seus colaboradores façam o melhor de si e se desenvolvam ainda mais dentro da organização, melhorando a produção e o ambiente empresarial. Sendo assim, para realizá-lo de maneira assertiva é de suma importância:

  • Apresentar metas e oportunidades.

Ao realizar um parecer é importante definir metas e objetivos a serem atingidos, sempre mostrando aos associados oportunidades e melhorias na sua performance.

  • Se fazer claro e objetivo.

É fundamental que o comunicador seja claro e objetivo na sua fala, priorizando algumas informações e definindo uma abordagem correta. Ao se planejar da melhor forma a conversa ficará mais natural e fácil de ser aceita pelo outro, assim a pessoa que estiver recebendo o feedback não se sentirá nervosa ou desconfortável.

  • Criar boa relação com o próximo e com o ambiente.

Para que o parecer ocorra de uma forma tranquila, o condutor deve criar um ambiente neutro em que ele possa passar suas considerações e críticas, sem dar origem a conflitos internos e colaborando para o desenvolvimento de todos os membros da empresa.

  • Estar aberto a sugestões e críticas.

É essencial que o comunicador esteja aberto para escutar, pois o ambiente deve ser de troca de informações já que todos estão em busca do mesmo objetivo: a melhoria profissional e pessoal.

  • Criar uma rotina de feedbacks.

Quando se cria uma rotina de feedbacks os trabalhadores passam a se acostumar com as críticas construtivas e começam a entender como podem crescer a partir delas, deixando o ambiente de trabalho mais receptível à pluralidade de pontos de vista.

  • Mostrar o impacto que a pessoa promove no meio de trabalho.

É de extrema importância que o condutor fale sobre a diferença que o colaborador faz na empresa, pois com isso, ele se sentirá valorizado e passará a ver os retornos como algo agregador.

Como fornecer um feedback empático?

Na hora de fornecer um retorno, é fundamental se certificar de que as informações realmente irão ajudar no desenvolvimento dos membros da empresa. Muitas pessoas não sabem lidar com críticas, por isso é preciso encontrar a melhor forma de como dar um feedback que seja empático e assertivo.

O retorno deve ser feito pouco tempo após constatada sua necessidade para que a oportunidade não seja desperdiçada e o assunto esquecido. Também não deve ser algo exagerado, ou seja, um parecer excessivamente agressivo, que impeça o receptor de se expressar.

Para que o feedback seja assertivo, o líder deve começar elogiando os pontos positivos e de sucesso que enxerga nos colaboradores, buscando conhecê-los melhor, saber ouvir e respeitar suas falas, tratando-os da forma mais adequada, de uma maneira que não pareça uma crítica negativa ou exagerada para não causar desmotivação e mostrar oportunidades e metas de melhoria.

O que não dizer em um feedback:

O feedback não deverá, em hipótese alguma, desmotivar nenhum associado, pelo contrário, o seu foco é motivar o colaborador e guiá-lo para um caminho de desenvolvimento dentro empresa.

Logo, é de suma importância que este não seja realizado de forma agressiva ou muito crítica, pois assim a empresa poderá obter resultados fora do esperado, como a desmotivação de funcionários ou até prejudicar a harmonia do ambiente.

Quando o parecer for positivo e direcionado a uma pessoa apenas, ele deverá ser feito na frente do grupo. Porém, é preciso ter a consciência de que quando o feedback for construtivo a melhor forma de o realizar é em particular, para não chamar a atenção ou expor ninguém em público.

Conclusão

Ao analisar o mercado empresarial como algo em constante desenvolvimento, percebe-se que todas as empresas necessitam de inovações. Dessa forma, é possível observar a importância do feedback, pois a partir dele todos os colaboradores podem se sentir motivados, de acordo com as expectativas da sua organização e sempre buscando melhorar seus processos internos.

Um dos principais problemas visto nas empresas é a falta de reconhecimento ou retorno constante para com os associados, o que os leva a não ter consciência de seu próprio desempenho ou de outras perspectivas. Portanto, um bom parecer é essencial para a melhoria da empresa como um todo, já que o retorno é indispensável para a comunicação e orientação de seus associados. Com isso, nota-se a importância de se fornecer um feedback assertivo e empático.

Escrito por: Lucas Ferreira e Larissa Sobral


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.